Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

Córtex - 3º Festival de Curtas Metragens de Sintra | Curta Restart Seleccionada

 

No próximo dia 29 de Novembro, pelas 21h30, no Centro Cultura Olga Cadaval, em Sintra, será exibida a curta metragem Luz da Manhã, da nossa ex-aluna Cláudia Varejão.

 

A exibição acontece no âmbito do Córtex - 3º Festival de Curtas Metragens de Sintra e está integrada na secção Competição Nacional.

 

Luz da Manhã, Cláudia Varejão

 

Luz da Manhã fecha um círculo de três curtas-metragens de Cláudia Varejão sobre o (des)encontro em família, onde nem sempre os caminhos coincidem e as rupturas inesperadas não são necessariamente resultado de uma falha. O quotidiano oculta forças maiores e silenciosas e o seu entendimento apresenta-se muitas vezes como uma tarefa demasiado violenta ou até inútil. Seja qual for o olhar que se permite viver, a transcedência das relações humanas estará sempre lá, frontal, inabalável e bruta. Luz da Manhã aproxima-se da distância entre três gerações, mãe, filha e neta. Num denso rio que as une, sem motivo aparente para além da exaustão, uma fenda emerge.

Parabéns!


Vejam aqui a restante programação do Córtex.

Curtas Restart no Festival de Curtas de Vila do Conde

A Restart tem duas curtas seleccionadas para o 19º Festival de Curtas de Vila do Conde que se realiza entre os dias 9 e 17 de Julho, na secção Take One, competição de filmes de escola.

 

Os filmes seleccionados são:

 

Despedida

Andrea Fernández, 09'55'', 2011, DOC

Projecto do módulo de Documentário do curso de realização II em 2010/2011

 

Mina de São Domingos

João Abecassis Fernandes, 15'00'', 2010, DOC/EXP

Projecto final de curso de realização II em 2009/2010

 

Para mais informações segue o facebook do festival.

Restart participa em Lisbon Talks no Indielisboa

Hoje João Tovar será um dos oradores da Lisbon Talks dedicada à Cinematografia Digital, mais um debate promovido pelo Indielisboa, festival que mantém parceria estreita com a Restart.

Indielisboa 2011

AS NOVAS CÂMARAS DIGITAIS REFLEX – UMA REVOLUÇÃO TRANQUILA?

O aparecimento das câmaras digitais reflex vem abrir novas possibilidades à criação cinematográfica. O futuro do cinema poderá estar a ser posto à prova. Existem realizadores a comprovar o potencial destas câmaras com sucesso e a aderirem a esta nova forma de fazer cinema. E também há o inverso, fotógrafos que se começam a dedicar ao cinema (ainda mais do que antes). Uma osmose cinema-fotografia-video anuncia-se. Quais são as novas posições face a este novo meio tecnológico? Quem são estes novos 'autores'? Cinema pro vídeo, foto-cinema? Ou será apenas mais uma questão de adaptação tecnológica com uma saudável contaminação?


Moderador: Graça Castanheira (realizadora).
Convidados: João Tovar (Director da Restart), Margarida Cardoso (Realizadora), Manuel Mozos (Realizador), Pedro Peralta (Fotógrafo).

 

10 de Maio, às 17h30 - Entrada Livre
Cinema São Jorge, Sala 2

MOTELx 2011 | CANDIDATURAS ABERTAS até 15 de Junho

 

 

Até 15 de Junho o MOTELx - Festival Internacional de Filme de Terror de Lisboa aceita inscrições de curtas e longas-metragens de todas as nacionalidades dentro do género do terror. São admitidos filmes de ficção, animação, documentário, experimental ou outro, no género do terror, produzidos entre 2009 e 2011.

O prémio é agora de 3 000 €.

Regulamento e formulário de inscrição disponíveis em www.motelx.org.

7º VideoRun Restart _ 14 a 16 Setembro

7º VideoRun Restart


VideoRun _ Maratona de Vídeo Digital
Inscrições Abertas


O VideoRun Restart consiste numa maratona de 48 horas, aberta a nível nacional, em que cada equipa, munida de uma câmara de vídeo digital, tem de fazer captação e edição de uma curta de duração máxima de 3 minutos.

O conceito é simples: durante 24 horas, os video-runners captam imagens relativas ao tema obrigatório com sua câmara mini-dv; nas 24 horas seguintes, os concorrentes procedem à edição dos trabalhos na Restart tendo profissionais a acompanhar este processo. Os concorrentes participam em equipas (de dois a cinco elementos) e no final têm de apresentar um filme com duração não superior a 3 minutos, de qualquer género: experimental, documentário, ficção, videoclip ou outro.

A temática do VideoRun só será divulgada aos concorrentes no próprio dia. Nas edições anteriores foram propostos temas como: “Cidade em Movimento” e “Orgânico”.

Esta iniciativa vai decorrer a partir das 20 horas do dia 14 de Setembro (sexta-feira) até às 20 horas do dia 16 de Setembro (domingo) de 2007.


O VideoRun Restart tem como objectivos principais potenciar a realização em vídeo digital, estimulando a criatividade dos autores a partir de uma temática pré-definida e promover novos autores.

Esta é a 7ª edição deste VideoRun Restart, uma iniciativa de sucesso, tanto pelo adesão dos participantes e interacção destes no decorrer da maratona, como pela qualidade dos filmes realizados, vários destes já seleccionados para festivais na Alemanha, Brasil, México, França, República Checa e Singapura.


Inscrições até 12 de Setembro

Downloads
Regulamento
Ficha de Inscrição

 

: : : : : ++++++++ : : : : : : : : : : : : : : ++++
+ informações
Telefone|
21.8923570
e-mail | info@restart.pt
www.restart.pt

+++++++ : : : : : : : : : : : :

Passatempo 6º VideoRun Restart

ENVIA-NOS UM VIDEO ORIGINAL E PARTICIPA NO VIDEORUN RESTART!

O MELHOR VÍDEO GANHA ACESSO AO VIDEORUN RESTART A DECORRER NO FESTIVAL CURTAS VILA DO CONDE

VideoRun RestartO VideoRun Restart consiste numa maratona de 48 horas, aberta a nível nacional, em que cada equipa, munida de uma câmara de vídeo digital, tem de fazer captação e edição de uma curta de duração máxima de 3 minutos sobre um tema divulgado no início da maratona.

O conceito é simples: durante 24 horas, os video-runners captam imagens relativas ao tema obrigatório com sua câmara mini-dv; nas 24 horas seguintes, os concorrentes procedem à edição dos trabalhos nos equipamentos da escola ESEIG tendo profissionais a acompanhar este processo. Os concorrentes participam em equipas (de dois a cinco elementos) e no final terão de apresentar um filme com duração não superior a 3 minutos, de qualquer género: experimental, documentário, ficção, videoclip ou outro.

Esta iniciativa vai decorrer a partir das 18 horas do dia 7 de Julho (sábado) até às 18 horas do dia 9 de Julho (segunda-feira) de 2007.

Para participares no passatempo basta fazeres o upload do teu vídeo no Sapo Vídeos, e enviares o link para o mail news@restart.pt até às 13h de dia 5 Julho.

O Vídeo mais original ganhará uma inscrição de equipa no 6º VideoRun Restart em Vila do Conde. O vencedor será divulgado neste blog no final de dia 5 de Julho.

Mais Info acerca do VideoRun
Festival Curtas de Vila do Conde
Restart
Download do Regulamento VideoRun

O 6º VideoRun Restart é uma iniciativa organizada pela Restart - Escola de Criatividade e Novas Tecnologias em parceria com o Festival de Curtas Vila do Conde e com o apoio do Instituto Politécnico do Porto.

6º VIDEO RUN RESTART | 7 a 9 Julho

6º VideoRun Restart

6º MARATONA DE VÍDEO DIGITAL | 7 a 9 Julho

Inscrições até 5 de Julho

O VideoRun Restart consiste numa maratona de 48 horas, aberta a nível nacional, em que cada equipa, munida de uma câmara de vídeo digital, tem de fazer captação e edição de um trabalho de duração máxima de 3 minutos, de qualquer género: ficção, documentário, experimental ou outro.

O conceito é simples: durante 24 horas, os video-runners captarão imagens relativas ao tema obrigatório com sua câmara mini-dv; nas 24 horas seguintes, os concorrentes procederão à edição dos trabalhos nos equipamentos da escola ESEIG tendo profissionais a acompanhar este processo. Os concorrentes participam em equipas (de dois a cinco elementos) e no final terão de apresentar um filme com duração não superior a 3 minutos, de qualquer género: experimental, documentário, ficção, videoclip ou outro.

A temática do Video Run só será divulgada aos concorrentes no próprio dia. Nas edições anteriores foram propostos temas como: “Cidade em Movimento”e “Orgânico”.

Esta iniciativa vai decorrer a partir das 18 horas do dia 7 de Julho (sábado) até às 18 horas do dia 9 de Julho (segunda-feira) de 2007.

O VideoRun Restart tem como objectivos principais potenciar a realização em vídeo digital, estimulando a criatividade dos autores a partir de uma temática pré-definida e promover novos autores.

Após uma primeira experiência em 2006, a Restart associa-se novamente ao Festival de Curtas Metragens de Vila do Conde para a realização da 6ª edição do VideoRun.

Os filmes do VideoRun das anteriores cinco edições foram seleccionados para festivais na Alemanha, Brasil, México, França, República Checa e Singapura.

Esta iniciativa é da organização da Restart - Escola de Criatividade e Novas Tecnologias em parceria com o Festival de Curtas Vila do Conde e com o apoio do Instituto Politécnico do Porto.

DOWNLOADS
Regulamento
Ficha de Incrição

+ INFO:
Festival Curtas de Vila do Conde
Restart

Ciclo de Video Arte do Canadá Auditório Restart 22 Março 21h30

Ciclo de Curtas do Canadá


Ciclo de trabalhos de vídeo artistas canadianos.

Os vídeos exibidos nesta sessão foram seleccionados pela realizadora luso canadiana Miriam Sampaio que fará uma pequena apresentação desta Mostra.

A não perder!

____________________________________________

Manon Labrecque
2005 | 25mins

Algumas experiências para domar a força gravitacional e outras gravidades. O artista executa diferentes formas de queda. O seu corpo é suspenso no ar, sugerindo um estado da gravidade zero. Após atravessar vários cursos, ela eventualmente aterrará.


Hope Peterson
"Transition Ramp"
2006 | 4:30mins

Um viajante no metro de Montreal encontra-se a si mesmo num estado de suspensão entre estações. Uma exploração do espaço privado em lugares públicos.


Cathy Sisler
"Aberrant Motion #4" (Face Story, Stagger Stories)
1993 | 14:31mins

A Spinning Woman revela muitos dos seus rótulos sociais: alcoólica, branca, fêmea, lésbica, gorda - neste olhar crítico da política da identidade. Cambalear - uma forma mais complexa de movimento em comparação com o andar linear - é uma metáfora usada para discutir uma espécie de auto-erosão que parece ser necessária à sobrevivência social.


Monique Moumblow
"Three Waltzes"
1998 | 7mins

Três vídeos performances de Monique Moumblow:
1# LEVITATION
2# POLTERGEIST
3# UNTITLED


Lisa Steele
"Birthday Suit – with Scars and Defects"
1974 | 13 mins

“Na ocasião do meu 27.º aniversário decidi fazer um filme que documentasse a minha passagem no tempo. Eu fui sempre desajeitada, tropeçando, derrubando, caindo com uma regularidade alarmante. Este filme é uma aceitação da extensão destas consequências.


Nikki Forrest
"00:00:15;00"
2002 | 4mins

“00: 00: 15; 00” é um vídeo experimental baseado em 15 segundos de filmagem que foi processada e repetida 15 vezes, espelhando os processos da repetição e de ensaio, que fazem parte da memória. As palavras aparecem fora de uma paisagem abstrata pairando por um momento no limite do desaparecimento. Fracasso e colapso integram a estrutura à medida que as imagens aparecem, passam e se desintegram entre cada repetição. O som original realizado a partir do ruído e do tom gerado no Metasynth e no Protools é usado para chamar à atenção e amplificar a repetição e a imperfeição.


James Diamond
"The Man from Venus"
1999 | 4mins

O Homem de Vénus é um verdadeiro vislumbre do meu contínuo processamento mental. Um diálogo, que tende a reflectir e deflectir uma perspectiva pública generalizada que é criada para ditar a humanidade.

"Mars – Womb- Man"
2006 | 14mins

A sequela. O Homem de Vénus (8 super, 4min, 1998) encontra-se com Womb-Man de Marte. Ela é a resposta sem questão e ele a questão sem resposta. Um plano sustentável emerge somente quando eles forjam trajectos. Um retrato em movimento onde os opostos se desvanecem criando uma regra periférica.


Nelson Henricks
"Shimmer"
1995 | 7mins

O nosso apartamento tem mais de 100 anos e está assombrado. Uns amigos nossos sugeriram que pintássemos um ponto negro no tecto para afastar o fantasma. Mas ela não era uma fantasma má. Era apenas uma velha prostituta. Ela ligava e desligava as luzes do hall de entrada e abria as portas para os seus homens, que ficavam noite dentro. Adorava sexo e festas, por isso forçava-os a terem sexo e festas durante a toda noite para a saciarem. Também haviam outros fantasmas, eram imigrantes e não falavam Inglês ou Francês. Eles vinham de muito longe e às vezes cantavam canções tristes. Com o tempo, a história da minha avó, dos meus pais e a minha história misturaram-se com a deles.

 
Animação Cultural Restart | ENTRADA LIVRE